Império Romano

Kunstenaar:

Herkomst:

Vale do Jequitinhonha-Minas Gerais

Materiaal:

Terracota

Afmetingen (CM):

23 x 41 x 8

VG nummer:

VG-CER-0114

Margarida Pereira - Filha de Ulisses Pereira Chaves que é o ceramista homem mais conhecido do Vale do Jequitinhonha-MG, uma região onde a arte da cerâmica, em sua grande maioria, surge a partir de mãos femininas, como as de Izabel Mendes da Cunha, Zezinha, Irene Gomes e Noemisa. Ela nasceu em 1924 na localidade de Córrego Santo Antonio, município de Caraí. Ulisses foi um dos primeiros homens a se dedicar à arte da cerâmica no Vale do Jequitinhonha. Ele herdou essa tradição da mãe, Domingas Pereira do Santos, que era filha, neta e bisneta de paneleiras (no Vale do Jequitinhonha as paneleiras são mulheres que se dedicam à cerâmica utilitária). Em seu trabalho Ulisses manteve as mesmas técnicas de modelagem e pintura aprendidas com a mãe. Ele produziu ao longo de sua vida uma obra baseada na cerâmica escultórica antropozoomorfa de grande dimensão. Ulisses faleceu em 2006 aos 84 anos. A obra de Ulisses foi descrita como expressionista, surrealista, mística, onírica, sobrenatural dentre outras. Independente da classificação ela é única, original e colocou o nome de Ulisses entre os mais importantes escultores brasileiros do século XX. Suas peças eram confeccionadas com um barro rosa puro e os engobes nas cores vermelho e branco eram usados nos detalhes e grafismos da escultura. Ulisses era analfabeto e assinava suas peças grafando apenas UP. Na maioria delas misturava formas de gente com bichos: Figuras com várias cabeças, estranhos rostos e coisas do gênero, minotauros, lobisomens, pássaros com pés humanos, algumas chegando a medir 1 metro de altura. Depois da morte do artista em 2006, a tradição da cerâmica continua nas mãos femininas de sua esposa Maria José, sua irmã Ana e a filha Margarida.

  • Instagram
  • Facebook
  • Pinterest

© 2020 by Michel De Ryck created with Wix.com